Pholia Magra

A PHOLIAMAGRA® é uma erva brasileira (Família botânica Boraginaceae), bastante conhecida nos Estados Unidos e Europa, que padronizaram o extrato 20:1 super concentrado. Sua fama no mundo como uma forma natural e saudável no tratamento anti-obesidade atravessa as fronteiras principalmente na competição contra produtos sintéticos.

Esta planta de acordo com estudos e trabalhos publicados, bem como sua centenária utilização tradicional, indica possuir ação diurética, ação redutora de depósitos de celulite por ser estimulante da circulação (Cruz 1995), ação cárdio-tônica, possui ação energética, o extrato etanólico das folhas reduz a replicação do vírus Herpes Tipo I e apresenta citotoxicidade para alguns tipos de células cancerígenas (Hayashi et al., 1990; Arisawa et al., 1994; Matsunaga et al., 1997). O efeito emagrecedor da PHOLIAMAGRA® 20:1 pode ser devido a uma atividade inibidora atuante no sistema nervoso central, por isso esta planta age como supressora do apetite, ela contribui para uma maior queima de gorduras localizadas principalmente do abdômen, além de atuar também como estimulante do sistema imunológico. Pode ser usada para evitar o depósito de gorduras na parede das artérias coronarianas diminuindo os riscos de problemas cardíacos relacionados com o sobrepeso.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA PHOLIAMAGRA

A exemplo do Rimonabanto, atualmente proibido no Brasil, é também conhecida como a erva “anti-barriga”, contudo totalmente natural e sem os efeitos indesejados do mesmo.

– diminui a circunferencia abdominal

– aumenta a queima de gordura localizada

– estimula a circulacáo – auxilia na perda de peso

– diminui o apetite

– trata a retenção de líquidos

– tonifica o músculo

– ação energizante

– ação cardiotônica

– ação anti-viral

PROPRIEDADES FARMACOLÓGICAS DA PHOLIAMAGRA™

Devido sua alta concentração, apresenta o dobro dos principais constituintes ativos como a cafeína e o ácido alantóico. As altas concentrações de cafeína natural que é uma substância termogênica, estimulante do sistema nervoso central e também por ser levemente diurética, podem auxiliar na eliminação do excesso de líquido e também reduzir a concentração de gorduras. Além da cafeína esta planta apresenta quantidades significativas de potássio, que auxilia na compensação da perda de minerais relacionada com a ação diurética da PHOLIAMAGRA™. A presença da alantoína e do ácido alantóico podem agir na redução da celulite e da gordura localizada.

A cafeína conhecida cientificamente como trimetilxantina é um importante estimulante do sistema nervoso central, e possui dois mecanismos de ação no organismo humano, ela antagoniza os receptores de adenosina, o neurotransmissor dos neurônios purinérgicos e também inibe a enzima fosfodiesterase, a responsável pela destruição do mediador químico intracelular denominado adenosina monofosfato cíclico (AMP-cíclico), o que causa um aumento do AMP cíclico intracelular. Esses efeitos nas membranas e no interior das células determinam alterações no movimento do cálcio intracelular, o principal íon envolvido no processo de contração das fibras musculares. Talvez alterações iônicas semelhantes ocorram nas células nervosas e glandulares, onde a cafeína possui um efeito estimulante, importantíssimo para a faixa etária, a partir dos 30+. A cafeína pode também inibir ou reduzir a captação extra neuronal de catecolaminas. Quando as xantinas como cafeína, teofilina e teobromina são administradas pela via oral, a cafeína é a mais rapidamente absorvida.

A cafeína é capaz de aumentar a atenção mental, diminuir o cansaço, aumenta a mobilização de ácidos graxos (gorduras) e aumenta o uso de triglicérides musculares. Por estes motivos a PHOLIAMAGRA™ pode proporcionar todas as vantagens que a cafeína oferece incluindo a perca de peso e melhora do rendimento nos exercícios físicos.

TOXICIDADE

Em estudos realizados em animais apresentou baixa toxicidade.

DOSAGEM USUAL:

125- 300mg duas vezes ao dia, antes das principais refeições.

APRESENTAÇÃO:

60 cápsulas de 300mg

POSOLOGIA:

Tome 1 cápsula 2 vezes ao dia, antes das principais refeições, almoço e jantar, ou conforme a orientação de um profissional habilitado.

Venda mediante prescrição do profissional habilitado

“Não se trata de propaganda e sim descrição do produto, consulte sempre um especialista”

ADVERTÊNCIAS

Produto adjuvante e suplemento alimentar. A prática de atividade física regular e bons hábitos alimentares são imprescindíveis.

1- Mantenha todo e qualquer medicamento longe do alcance de crianças.

2- Manter esse produto longe de fontes de umidade, calor, luz ou eletromagnéticas. Temperatura de melhor conservação: 15 a 30º C. 3- Não partir ou mastigar esse produto.

4- Tomar sempre com quantidades generosas de líquido.

5- Mantenha seus exames médicos em dia. A ação desse produto é limitada para portadores de problemas de tireóide, síndrome metabólica, obesidade mórbida entre outros.

6- Exercite-se regularmente e alimente-se com bom senso. Isso garante a manutenção do peso a longo prazo.

7- Não use nenhum produto com o prazo de validade vencido. 8- Imagens meramente ilustrativas.

9- Mulheres grávidas ou amamentando e crianças não devem utilizar este produto, já que não há estudos que possam garantir a segurança nestas situações.

10- Os fitoterápicos, de maneira geral, possuem efeitos terapêuticos mais suaves, o que pode explicar a redução dos efeitos colaterais. Porém, alguns efeitos colaterais não descritos na literatura podem ocorrer.

11- Pessoas com hipersensibilidade às substâncias contidas na formulação não devem ingerir o produto.

Em caso de hipersensibilidade, recomenda- se interromper o uso e consultar o médico.

“É permitida às farmácias e drogarias a entrega de medicamentos por via postal desde que atendidas as condições sanitárias que assegurem a integridade e a qualidade dos produtos, conforme legislação vigente”.

“O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário o direito à informação e orientação quanto ao uso de medicamentos solicitados por meio remoto”.

RDC 44 de 17 de agosto de 2009

“A dispensação de plantas medicinais é privativa das farmácias e ervanarias, observados o acondicionamento adequado e a classificação botânica e adequada orientação de profissional da saúde. As embalagens não podem ter alegações terapêuticas”. (Lei 5991/73)

Leave a Reply

Your email address will not be published.